Ministro da Defesa do Chile renuncia ao cargo

O ministro da Defesa do Chile, Jaime Ravinet, apresentou na quinta-feira sua renúncia ao cargo. É a primeira baixa no governo desde que o presidente Sebastián Piñera assumiu o poder há menos de um ano.

REUTERS

13 de janeiro de 2011 | 22h02

A mídia local mencionou que a renúncia de Ravinet, que havia sido mal avaliado por comentários infelizes, poderia provocar um ajuste mais amplo no gabinete do governo de centro direita.

"Recorri ao ministro (do Interior, Rodrigo) Hinzpeter para, através dele, apresentar minha renúncia irrevogável ao cargo de ministro da Defesa. Conversamos há pouco com o presidente no sul e tomei a decisão de renunciar", disse Ravinet a jornalistas.

"Tomo a decisão por razões pessoais, particulares. Não há nenhum tema político, nenhuma diferença importante", acrescentou.

(Reportagem de Bianca Frigiani)

Tudo o que sabemos sobre:
CHILEDEFESARENUNCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.