Ministro venezuelano diz que há petróleo suficiente no mercado

Para ele, os membros da Opep fornecem volume necessário

EFE

21 de dezembro de 2007 | 04h53

O ministro de Energia e Petróleo da Venezuela, Rafael Ramírez, afirmou nesta quinta-feira que o atual fornecimento de petróleo ao mercado internacional é "suficiente". Para ele, os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) fornecem o volume necessário. "Consideramos que há petróleo suficiente no mercado. Os países Opep estão produzindo o necessário para manter o equilíbrio", disse Ramírez a jornalistas na cidade de Cienfuegos, em Cuba, onde nesta sexta-feira será realizada a cúpula da Petrocaribe. Ramírez atribuiu a alta das cotações no mercado internacional a fatores geopolíticos, ao crescimento sustentado do consumo e à demanda das economias industrializadas e em desenvolvimento. Ele também citou "uma lógica de consumo liquidacionista e que vai continuar afetando o preço do petróleo". "Nós realmente estamos produzindo aos níveis que achamos necessários para o mercado", afirmou, ressaltando que existe "um bom nível de estoque nos grandes países consumidores". O ministro recomendou analisar "com muita cautela" a atual crise do mercado imobiliário nos Estados Unidos e a "tensão" no mercado com a perspectiva de que os recursos energéticos se esgotem em algum momento. A cúpula da Petrocaribe começa nesta sexta-feira com a presença confirmada de 12 chefes de Estado e do Governo dos 16 países-membros, entre eles o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e o presidente em exercício de Cuba, Raúl Castro.

Tudo o que sabemos sobre:
Opep

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.