Morales e governadores de oposição aceitam iniciar diálogo

O presidente da Bolívia, Evo Morales, eos governadores regionais de oposição entraram em acordo nestaquarta-feira para iniciar um diálogo imediato para resolver acrise política que ameaça dividir o país, em uma aproximaçãotrês dias depois de todos terem seus mandatos confirmados em umreferendo.O diálogo foi confirmado depois que os governadores aceitaram oconvite de Morales para buscar uma conciliação entre o projetooficial de nova Constituição "plurinacional" e as demandasregionais por autonomia, disse à Reuters o porta-voz dogoverno, Iván Canelas. Esta é a primeira vez que os governadores de oposiçãoaceitam dialogar com o presidente, depois de recusarem pelomenos três convites de Morales, em meio a uma onda dereferendos regionais por autonomia. "Vamos com uma agenda aberta, para dar tranquilidade àBolívia, para resolver esta contradição de visões que foirefletida no referendo, através do cenário do diálogo", disse ajornalistas o governador de Tarija, Mario Cossío. (Reportagem de Carlos Alberto Quiroga)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.