Morre deputado venezuelano de 'lista negra' de antichavistas

O deputado governista venezuelano Luis Tascón, famoso por publicar uma polêmica lista de opositores do presidente Hugo Chávez, que foi apontada como uma ferramenta de discriminação política, morreu na quinta-feira em Caracas, vítima de câncer.

REUTERS

12 de agosto de 2010 | 20h02

A "lista Tascón" contém dados de 2 milhões de venezuelanos que em 2003 participaram de um abaixo-assinado pela convocação de um referendo que poderia ter revogado o mandato do presidente Hugo Chávez. O deputado publicou a lista na época alegando que estava investigando uma suposta falsificação de identidades.

Chávez acabou vencendo o referendo de 2004, e governa até hoje.

A notícia da morte foi dada no plenário da Assembleia Nacional pela presidente da Casa, Cilia Flores, com voz embargada. Os deputados fizeram um minuto de silêncio.

Em 2005, o próprio Chávez pediu que a lista fosse esquecida, depois de milhares de pessoas afirmarem que haviam sido prejudicadas em negócios com o Estado por estarem incluídas na lista. Tascón havia se distanciado do partido governista em 2008, e pedia para não ter mais seu nome associado à lista.

(Por Patricia Rondón Espín)

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELALISTANEGRADEPUTADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.