Navio afunda nas Filipinas, deixando cerca de 60 desaparecidos

Embarcação levava quase mil passageiros e 900 pessoas já foram resgatadas e transferidas para outros barcos

Jim Prez, da Associated Press,

06 de setembro de 2009 | 09h47

Um navio que transportava quase mil pessoas afundou no sul de Filipinas neste domingo, 6, deixando cerca de 60 pessoas desaparecidas.

 

Os profissionais que trabalharam no resgate transferiram cerca de 900 dos 968 passageiros e tripulantes do navio para dois barcos que estavam próximos, um pertencente a Marinha e outro uma pequena embarcação de pesca, disse o chefe da guarda costeira, almirante Wilfredo Tamayo.

 

"Realmente esperamos que este número de desaparecidos seja apenas um erro de contagem devido a toda confusão", disse Tamayo para a Associated Press. O almirante também disse que não havia nenhum indício de algum possível ato terrorista.

 

Muitos dos passageiros foram despertados no momento em que dormiam, quando o barco começou a ser inundado.

 

Tamayo sinalizou que o navio, chamado Superferry 9, havia saído da província de Zamboanga do Norte pouco antes do amanhecer.

 

Algumas embarcações da Marinha foram enviadas a zona e três aviões militares esquadrinharam as águas, informou o secretário de defesa Gilbert Teodoro.

 

Soldados dos Estaods Unidos que oferecem treinamento contra terrorismo a militares filipinos da região também participaram do resgates de pessoas no navio utilizando um helicóptero civil e cinco embarcações que transportam paramédicos, informou o coronel americano William Coultrup.

Tudo o que sabemos sobre:
Filipinasnavio afundaManila

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.