Cézaro De Luca/EFE
Cézaro De Luca/EFE

Néstor Kirchner deixa hospital após angioplastia e diz estar bem

Internação ocorreu sete meses depois de ex-presidente passar por intervenção em artéria

Reuters

13 de setembro de 2010 | 08h45

BUENOS AIRES - O ex-presidente argentino Néstor Kirchner, marido da presidente Cristina Kirchner, recebeu alta hospitalar no domingo, 12, depois de ser submetido a uma angioplastia de urgência.

Considerado o político mais poderoso do país, Kirchner foi internado no sábado, sete meses depois de ter passado por outra intervenção de emergência por um problema em uma artéria que leva sangue ao cérebro. O ex-presidente, de 60 anos, é um possível candidato governista nas eleições de 2011.

"Foi dada alta institucional ao doutor Kirchner, que progressivamente retomará suas tarefas habituais no decorrer da semana", informou um comunicado médico lido por um porta-voz da Presidência argentina, Alfredo Soccimarro.

Pouco depois, o próprio Kirchner saiu do hospital em um automóvel, acompanhado da presidente do país. Quando os jornalistas lhe perguntaram como se sentia, respondeu: "Perfeito, perfeito. Obrigado por tudo." Cristina Fernández disse, sorridente: "Ele está muito bem".

Kirchner foi submetido à angioplastia depois que um exame médico programado para o sábado mostrou que uma de suas artérias coronárias estava obstruída. Ele governou a Argentina de 2003 a 2007.

A esposa de Kirchner o acompanhou durante toda a noite de sábado para domingo no hospital Los Carcos, em Buenos Aires, onde esteve internado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.