No Peru, exército detém 7 membros do Sendero Luminoso

Vizcatán é considerado o último reduto do grupo terrorista; mesmo derrotado em 1992, ainda possui seguidores

Efe,

17 de março de 2009 | 04h07

Sete supostos membros do Sendero Luminoso foram capturados na região de Vizcatán, no sul do Peru, informaram na segunda-feira, 16, fontes das Forças Armadas. O local é considerado o último reduto do grupo terrorista.

 

A captura ocorreu na segunda, conforme o comunicado do Comando Conjunto das Forças Armadas, mas a tomada total do reduto subversivo ocorreu na sexta-feira, 13.

 

Vizcatán é uma região no meio da selva na zona dos vales dos rios Apurímac e Jan. A estimativa é que 300 membros dos remanescentes terroristas estejam no local, que sofreu ataque das forças especiais do Exército, da Marinha e da Força Aérea em agosto do ano passado.

 

O Sendero Luminoso foi derrotado militar e politicamente em 1992 com a captura de seu fundador, Abimael Guzmán, e de toda sua cúpula. Um grupo de seus seguidores se negou a acatar uma chamada de paz do líder e desde então se desloca pelas selvas do centro e do sul do país.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.