No Twitter, simpáticos a Zelaya convocam ato

Protestos estão marcados para as 10h em frente as embaixadas de Honduras em São Paulo e Brasília

30 de junho de 2009 | 05h58

Usuários do Twitter prometem, para as 10 horas desta quarta-feira, 30, um ato público em frente ao Consulado de Honduras na Rua da Consolação, em São Paulo.

 

Veja também:

especialEntenda a origem da crise política em Honduras

som Podcast: Professor da Unesp analisa Golpe de Estado em Honduras

linkPerfil: Eleito pela direita, Zelaya fez governo à esquerda

lista Ficha técnica: Honduras, um país pobre e dependente dos EUA

 

Através da internet, militantes de movimentos de esquerda e simpáticos ao presidente deposto, Manuel Zelaya, têm divulgado mensagens para convocar mais pessoas para o protesto. Boa parte das chamadas falam em "solidariedade contra o golpe militar".

 

Não é só apenas na capital paulista que os atos de protesto contra o golpe de Estado estão sendo divulgados e confirmados pela internet. Em Brasília, protesto semelhante acontece em frente à embaixada de Honduras no mesmo horário.

 

Movimentos e partidos de esquerda estão à frente dos protestos. No Twitter, a deputada Luciana Genro (PSOL-RS)também publicou a convocação para a manifestação.

 

O presidente Manuel Zelaya foi detido e exilado na Costa Rica no último domingo pelo Exército do seu país, antes de realizar um polêmico referendo. Desde então, diversas críticas ao golpe e manifestações de apoio ao presidente deposto têm surgido pelo mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.