Nova Constituição é aprovada com 64,04% no Equador

96,26% das urnas já foram apuradas; resultados definitivos devem ser proclamados em 10 dias

Efe,

30 de setembro de 2008 | 02h33

A nova Constituição do Equador, impulsionada pelo governo, foi aprovada com 64,04% dos votos do referendo de domingo, após uma apuração de 96,26%, informou nesta segunda-feira, 29, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Até o momento, o "não" à nova Constituição, defendido pela oposição, recebeu 28,01% dos votos, enquanto o voto nulo ficou com 7,21% e o voto em branco com 0,74%, segundo o TSE. Em números absolutos, o "sim" recebeu 4.579.212 votos, enquanto o "não" acumula 2.002.729 votos. A apuração do TSE confirma o triunfo do "sim" no referendo, embora a porcentagem seja diferente da antecipada pelas pesquisas de boca-de-urna. O TSE deve concluir nas próximas horas a apuração preliminar e deverá proclamar os resultados oficiais definitivos em no máximo 10 dias. No total, 9.754.883 equatorianos foram convocados às urnas para votar no referendo que aconteceu neste domingo no Equador, para aprovar ou rejeitar a nova Carta Magna redigida pela Assembléia Constituinte e impulsionada pelo governo do presidente Rafael Correa.

Tudo o que sabemos sobre:
EquadorConstituição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.