Novo terremoto de 5,1 graus estremece a região de Pisco

No tremor anterior de 15 de agosto, a cidade foi mais de 80% destruída

Efe,

22 de agosto de 2007 | 01h03

Um novo terremoto de 5,1 graus na escala aberta de Richter foi registrado na terça-feira, 21, na área atingida pelo sismo de quarta-feira passada, informou o Instituto Geofísico do Peru (IGP). O movimento aconteceu às 15h37, hora local, (17h37 em Brasília) e seu epicentro ficou a cerca de 25 quilômetros a sudoeste de Pisco e a 51 quilômetros de profundeza. A cidade de Pisco, a mais afetada pelo terremoto de oito graus na escala Richter ocorrido em 15 de agosto, foi mais de 80% destruída. No momento do sismo de terça-feira, o presidente peruano, Alan García, estava em reunião no aeroporto de Pisco com o ministro porta-voz do governo chileno, Ricardo Lagos Weber, e com a ministra da Saúde chilena, María Soledad Barria. "Foi uma reunião muito movimentada e o presidente García nos convidou para continuar a reunião ao ar livre, caso a réplica fosse maior", comentou Lagos Weber depois do encontro. Desde o dia 15 de agosto, quando ocorreu a catástrofe, foram registradas mais de 400 réplicas. Numa delas, uma criança de 12 anos morreu no domingo no distrito de Guadalupe, no departamento de Ica.

Tudo o que sabemos sobre:
PiscoterremotoPeru

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.