AFP PHOTO / Juan Cevallos
AFP PHOTO / Juan Cevallos

Número de mortos em terremoto no Equador vai a 654

Mais de 58 pessoas estão desaparecidas e 25 mil permanecem em abrigos, informou o governo do país

Associated Press, O Estado de S.Paulo

24 Abril 2016 | 10h49

Quito - O número de mortos do terremoto de magnitude 7,8 que arrasou cidades ao longo da costa do Equador na semana passada subiu para 654, com mais 58 pessoas desaparecidas, informou o governo do país no sábado. O site da Secretaria de Gerenciamento de Risco do Equador informou que 113 pessoas foram resgatadas com vida após o terremoto e mais de 25 mil pessoas permaneciam em abrigos.

Centenas de abalos secundários atingiram o país desde o terremoto, que ocorreu na noite de 16 de abril, e equatorianos ainda estão dormindo do lado de fora e lutando para encontrar comida e água. Está chegando ajuda do exterior, mas trabalhadores humanitários têm advertido sobre atrasos na distribuição de água e que doenças transmitidas por mosquitos podem se espalhar pelo país.

O presidente do Equador, Rafael Correa, disse que o tremor causou US$ 3 bilhões em danos e afirmou que o esforço de reconstrução levará anos. A sua administração está elevando temporariamente os tributos para financiar a recuperação. Mesmo antes do terremoto, o Equador se preparava para medidas de austeridade. O Fundo Monetário Internacional prevê que a economia do país encolherá 4,5% neste ano.

Mais conteúdo sobre:
Terremoto Equador

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.