Obama e Lula acertam agenda para Cúpula das Américas

Segundo Casa Branca, americano decidiu ligar; ideia é garantir que cúpula foque questões pragmáticas'

Patrícia Campos Mello, enviada especial, O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2009 | 02h40

A Casa Branca informou na quinta-feira que o presidente Barack Obama e o presidente Luís Inácio Lula da Silva tiveram uma "conversa longa" por telefone. Segundo Dan Restrepo, responsável por Hemisfério Ocidental no Conselho de Segurança Nacional, foi Obama que resolveu ligar para Lula para garantir que "os dois trabalhem juntos para que a agenda da cúpula seja positiva". "O cerne da conversa foi como garantir que cúpula se concentre em questões pragmáticas e como formar parcerias eficientes em uma série de áreas - crise econômica, energia e futuro do clima, segurança dos cidadãos", relatou Restrepo em entrevista coletiva.

 

linkBrasil é 'potência' e 'grande jogador mundial', diz Obama

 

Na semana passada, os dois haviam decidido que iriam conversar antes do início da cúpula. "O presidente Obama tem uma ótima relação com Lula, eles têm afinidade. O presidente Lula veio para Washington e se reuniu por mais de uma hora no salão oval com o presidente. E eles tiveram uma boa relação de trabalho no G20", relatou Restrepo.

 

A Casa Branca espera a colaboração de Lula para que Cuba não se torne o assunto dominante da Cúpula e nem sirva de palanque para Hugo Chávez e Evo Morales, que ameaçam não assinar a declaração se os EUA não retirarem o embargo a Cuba.

Tudo o que sabemos sobre:
EUABrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.