OEA destaca a correção e tranqüilidade do referendo na Bolívia

Governo de Evo Morales saiu ratificado com um apoio mais amplo que o que teve na vitória eleitoral de 2005

Efe,

11 de agosto de 2008 | 03h30

A missão de observadores da Organização dos Estados Americanos (OEA) para o referendo revogatório da Bolívia destacou neste domingo, 10, a "correção e tranqüilidade" da jornada de votação, onde o presidente Evo Morales saiu ratificado, segundo as pesquisas. Veja também:Após vitória em referendo, Evo faz apelo pela unidade do país Continuidade do governo de Morales é confirmada Em declarações à cadeia PAT, o chefe da missão, Eduardo Stein, ressaltou a "exemplar participação cidadã" e o bom desenvolvimento do processo de votação apesar de "todas as nuvens negras e todos os prognósticos de enormes catástrofes" previstos em princípio. No entanto, Stein alertou que existem algumas dificuldades de fundo legal "muito debatidas e discutidas" e que deveriam ter atenção, como por exemplo o modelo do censo e a fragilidade de algumas condições institucionais.

Tudo o que sabemos sobre:
BolíviaOEAreferendo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.