Oleoduto explode no México e deixa 22 mortos

A explosão de um oleoduto na região central do México neste domingo matou 22 pessoas, segundo uma autoridade local. O número de vítimas é o dobro do inicialmente relatado pela estatal petrolífera do país.

REUTERS

19 de dezembro de 2010 | 17h22

O duto, mantido pela Pemex, explodiu em San Martín Texmelucan, uma pequena comunidade do estado de Puebla, 75 km ao leste da capital mexicana.

A explosão destruiu carros e casas numa área residencial. Ela não ocorreu perto das instalações de distribuição e refino, de acordo com a imprensa local.

Segundo a Pemex, a causa do incidente pode ter sido uma abertura feita de forma ilegal no oleoduto.

Imagens do local mostram carros, casas e terrenos queimados. Uma nuvem de fumaça preta e grossa era vista sobre o local do acidente, pouco tempo depois de ele ocorrer.

Autoridades federais afirmaram que o fogo estava sob controle.

(Reportagem de Patrick Rucker e Armando Tovar)

Tudo o que sabemos sobre:
MEXICOACIDENTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.