OMS enviará vacinas contra febre amarela ao Paraguai

A Organização Mundial da Saúde (OMS)informou nesta quarta-feira que enviará vacinas contra febreamarela ao Paraguai, onde pelo menos quatro pessoas morreram noprimeiro surto da doença em 30 anos. Brasil e Peru já enviaram quase um milhão de vacinas aopaís. A França também informou que mandará um lote de mais deum milhão. Milhares de paraguaios bloquearam estradas na terça-feira eprotestaram em frente a centros de saúde exigindo seremvacinados. O país declarou estado de emergência na semanapassada para tentar controlar a doença. Autoridades sanitárias aplicaram mais de 300 mil vacinasnas zonas de alto risco nos últimos dias. Segundo a OMS, o Ministério de Saúde Pública do Paraguaisolicitou 2 milhões de doses e acrescentou que estão sendofeitos esforços para atender a demanda no país de 5,6 milhõesde habitantes, no qual muitas pessoas ainda não foramimunizadas. "A escassez de vacinas contra a febre amarela foi atacadacom o envio de vacinas disponíveis nos países da região",relatou a OMS. Os primeiros casos da doença, transmitida pela picada demosquitos, foram confirmados no início de fevereiro, mas apreocupação aumentou após a aparição de dezenas de casossuspeitos perto da capital Assunção. Um surto da doença causou a morte de 16 pessoas no Brasildesde dezembro, segundo o Ministério da Saúde. (Reportagem de Laura MacInnis)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.