ONU alerta para aumento do número de vítimas em terremoto

Porta-voz das Nações Unidas afirma que muitas vítimas ainda estão isoladas, principalmente na costa do país

Jamil Chade, do Estadão,

17 de agosto de 2007 | 08h05

A ONU alertou nesta sexta-feira, 17, que o número de vítimas do terremoto no Peru deve aumentar "de forma significativa nos próximos dias".  "Ainda não temos uma visão de tudo o que ocorreu. Há várias localidades, principalmente na costa, que estão ainda isoladas e não sabemos ainda quantos são os mortos e as condições", afirmou Elisabeth Byrs, porta-voz do escritório de coordenação humanitária da ONU.    - Veja também:    Veja as imagens Câmeras flagram momento do abalo  Número de mortos em terremoto passa de 500 Tremor de 5,5 graus gera alarme entre vítimas Exército peruano combate vandalismo Ajuda tem dificuldade para chegar a Pisco Brasileiro relata momentos do terremoto 'A terra se moveu como nunca' Os piores terremotos na América Latina  Galeria de fotos do desastre  Até a manhã desta sexta, as estimativas eram de 500 mortos, 1.500 feridos e 85 mil desabrigados. Byrs também afirma que as Nações Unidas ainda não sabem quanto será necessário para financiar a recuperação das regiões atingidas.   "Hoje, em Lima, o governo peruano realiza uma reunião com doadores internacionais para determinar o que será necessário da comunidade internacional", disse. "A situação é muito séria", afirmou Byrs. Por enquanto, alguns governos prometeram ajuda. A Espanha, por exemplo, enviou cães para ajudar na busca de pessoas ainda desaparecidas nos escombros dos edifícios. Segundo os dados da ONU, quatro hospitais foram completamente destruídos e outros quatro foram deixados em situação crítica. Cerca de 16 mil casas foram destruídas e a ONU já destinou cerca de US$ 800 mil aos trabalhos de resgate e ajuda.

Tudo o que sabemos sobre:
terremotoPeru

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.