ONU lança programa de reconstrução para empregar haitianos

Com duas semanas de duração, projeto dará a 200 mil trabalhadores US$ 5 diários e começará em Porto Príncipe

22 de janeiro de 2010 | 13h35

A ONU iniciará no Haiti o programa "Jornada por trabalho", com o objetivo de oferecer vagas a cidadãos locais nos trabalhos de reconstrução do país, informou a emissora haitiana "Radio Metropole", que acrescentou que cada um dos contratados receberá US$ 5 por dia.

Tragédia no Haiti

link Préval recorre ao governo do improviso

linkAumentar ajuda a desabrigados se torna desafio

linkBrad Pitt e Robert Pattinson participarão de teleton

O projeto, que terá duas semanas de duração, deverá dar emprego a 200 mil pessoas e "contribuir para fortalecer a economia", segundo o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, citado pela emissora.

 

A capital haitiana, Porto Príncipe será a primeira cidade onde será desenvolvido o programa, que se estenderá depois a outras localidades, como Léogâne (ao sul de Porto Príncipe) e Jacmel (sudoeste).

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) pôs em prática programas parecidos com este após a catástrofe, o que permitiu empregar 400 pessoas em trabalhos de transporte de ajuda humanitária. Estima-se que 70 % da população do Haiti vive com menos de US$ 2 ao dia.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.