Oposição precisa de alianças para vencer Uribe na Colômbia

Rafael Pardo, candidato do Partido Liberal, concorrer com possível candidatura de atual presidente

Efe,

14 de dezembro de 2009 | 12h53

O Partido Liberal pediu neste fim de semana que seu candidato à presidência da Colômbia, o ex-ministro Rafael Pardo, comece a buscar alianças políticas para enfrentar uma possível candidatura do atual presidente, Álvaro Uribe, para as eleições e 2010.

 

A proposta para que Pardo - primeiro civil a assumir o Ministério da Defesa, entre 1900 e 1994, durante o mandato do ex-presidente Cesa Gaviria - busque novas alianças com outras forças políticas foi feita pelo ex-governador do Meta Alan Jara, que foi sequestrado pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em julho de 2001 e libertado em fevereiro de 2009.

 

Os liberais entendem que, se não houver alianças com outras forças, o mais provável é que sejam derrotados por uma eventual candidatura de Uribe, que afirmou que sua reeleição está "nãos mãos da Justiça, do povo e de Deus".

 

Em 2010, o Tribunal Constitucional se a Lei do Referendo, que pode permitir mais uma reeleição de Uribe, é constitucional e pode modificar a Carta Magna do país.

Tudo o que sabemos sobre:
colômbiaUribeeleiçõesPardo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.