Oposição segue liderando preferência eleitoral no México

O candidato favorito para vencer as eleições presidenciais do México, o opositor Enrique Peña Nieto, segue na liderança das preferências por uma ampla margem a pouco menos de cinco meses para o pleito, revelou uma pesquisa nesta quinta-feira.

REUTERS

09 de fevereiro de 2012 | 19h32

Peña Nieto, um advogado de 45 anos do Partido Revolucionário Institucional (PRI), obteve 40,4 por cento das preferências na pesquisa de fevereiro feita pela reconhecida empresa Consulta Mitofsky, ligeira queda em relação aos 40,9 por cento de janeiro.

Sua rival mais próxima, a deputada Josefina Vázquez Mota, obteve 24 por cento na pesquisa, feita nesta semana depois de ganhar as eleições primárias do govervista Partido Ação Nacional (PAN). A candidata avançou 1,5 ponto em relação à pesquisa de janeiro.

O líder da esquerda, Andrés Manuel López Obrador, ficou em terceiro lugar, com 17,7 por cento das intenções de voto, leve queda em relação aos 18 por cento do levantamento anterior.

A vitória de Peña Nieto nas eleições de 1o de julho marcaria o retorno do PRI ao poder desde 2000, quando perdeu o governo após se manter no poder por 71 anos consecutivos e ao capitalizar o desgaste sofrido pelo PAN após 11 anos no poder e em meio à violência provocada pelo narcotráfico.

A pesquisa da Mitofsky foi realizada entre 6 e 8 de fevereiro com 1.000. A campanha eleitoral no México, de mais de 112 milhões de habitantes, começa oficialmente em 30 de março.

(Reportagem de Ana Isabel Martínez e Miguel Angel Gutiérez)

Mais conteúdo sobre:
MEXICOELEICOESPESQUISA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.