Orgulho do rei prejudica relações com a Espanha, diz Chávez

O presidente venezuelano, HugoChávez, declarou na terça-feira que as relações com a Espanhacontinuarão se deteriorando se o orgulho do rei Juan Carlos lheimpedir de se desculpar pelo já celebre "por que você não secala?", dito em uma recente cúpula no Chile. Venezuela e Espanha mergulharam em uma crise diplomáticadepois do incidente, ocorrido em meados de novembro. Chávezreagiu ao atrito congelando as relações bilaterais. "Se o rei da Espanha não fizer algo para se desculpar, issovai continuar se deteriorando", disse Chávez a jornalistas emBuenos Aires, onde assistiu à posse da presidente CristinaKirchner. Chávez, que passou semanas criticando a "prepotênciaimperial" do rei, havia suavizado o tom depois da derrota dasua reforma constitucional em um referendo e havia visto um"sinal positivo" no possível encontro na Argentina com opríncipe Felipe, filho de Juan Carlos, que acabou nãoocorrendo. "(O rei) deveria dizer algo, ou mandar alguém dizer,escrever uma nota, mas o orgulho... Ah, bom, aqui também háorgulho, orgulho humilde, ou melhor, dignidade", acrescentouChávez. A crise gera temores entre empresas espanholas que operamna Venezuela, como a Telefónica e os bancos BBVA e Santander,às quais Chávez ameaçou com eventuais represálias. "(Se) querem de verdade restabelecer as boas relações com aVenezuela, (então) façam algo a respeito", exortou. (Reportagem de Lucas Bergman)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.