Ortega apóia Chávez em expulsão de membros da ONG

Americano Daniel Wilkinson e chileno José Miguel Vivanco, da HRW, foram expulsos da Venezuela na sexta

EFE

20 de setembro de 2008 | 01h12

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, reiterou neste sábado seu apoio às medidas adotadas pelo chefe de Estado venezuelano, Hugo Chávez, contra os que, segundo ele, estavam "conspirando" contra o Governo de Caracas.   Veja também: 'Fomos expulsos como criminosos', diz chefe de ONG Governo Chávez tenta intimidar sociedade, diz chefe de ONG Venezuela expulsará estrangeiro que opinar 'contra a pátria' Diretor se diz surpreso com reação do governo  Imagens da chegada dos chefes da ONG a SP    O diretor para as Américas da Human Rights Watch (HRW), o chileno José Miguel Vivanco, foi expulso na sexta-feira da Venezuela porque, de acordo com o governo venezuelano, através de "mentiras" ofendeu a "dignidade" do país.   Também foi expulsou o americano Daniel Wilkinson, funcionário da ONG, após apresentar um relatório crítico sobre os direitos humanos na Venezuela.   Ortega disse que algumas pessoas, sem identificá-las, estavam "conspirando" contra Chávez ao amparar-se em uma missão diplomática e que outras entraram na Venezuela como turistas e "começaram a fazer campanhas sujas".   "Em condições como estas, o Governo bolivariano fez o que se deve fazer: os tiraram da Venezuela", disse o líder sandinista.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.