Papa anuncia que seu secretário de Estado visitará o Peru

Bento XVI diz que secretário vai levar suas condolências e "a ajuda concreta da Santa Sé"

Efe,

19 de agosto de 2007 | 10h28

O papa Bento XVI anunciou neste domingo, 19, a próxima visita do secretário de Estado Vaticano, Tarcisio Bertone, ao Peru, onde levará suas condolências e "a ajuda concreta da Santa Sé", após o terremoto da quarta-feira passada que deixou 500 mortos.   O pontífice, que fez este anúncio durante a celebração do Ângelus em sua residência estival de Castelgandolfo, lembrou especialmente as vítimas do terremoto. "Neste momento, meu pensamento se dirige às queridas povoações do Peru que na quarta-feira passada sofreram um grande terremoto", disse.   "Com constante preocupação e grande afeto, me sinto muito próximo a tantos irmãos e irmãs tão duramente provados", acrescentou. Bento XVI encomendou "ao Senhor às numerosas vítimas e feridos, assim como os que perderam suas casas e seus bens".   "Que a intercessão da Virgem Maria desperte em todos sentimentos de caridade e solidariedade fraterna, que permitam aliviar sua difícil situação". O papa também disse que seu secretário de Estado, "que há muito tempo tinha programada uma visita ao Peru, levará nos próximos dias o testemunho dos meus sentimentos e a ajuda concreta da Santa Sé".   Em um ato religioso em Rimini, no leste da Itália, o secretário de Estado Vaticano confirmou que fará sua visita ao Peru na próxima quinta-feira, 23. "Era uma viagem já programada para assistir ao Congresso Eucarístico, inaugurar a Catedral e me reunir com os bispos do Peru e as autoridades civis", disse Bertone.   No entanto, destacou que, "naturalmente", o terremoto obriga a mudar a perspectiva da viagem, para "levar a solidariedade e a proximidade do Papa às povoações atingidas". "Não renuncio à parte do programa da viagemrelacionada ao Congresso e à consagração do Peru à Virgem, mas visitarei as povoações atingidas pelo terremoto", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
terremotoPeruBento XVI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.