Paraguai apreende 5 toneladas de maconha que iria para o Brasil

Autoridades do Paraguai apreenderam naquinta-feira mais de cinco toneladas de maconha prensada, amaior quantidade apreendida no país este ano. A drogaprovavelmente seria enviada ao Brasil, disse a promotoria. A droga estava em uma propriedade rural de Capitán Bado, acerca de 550 quilômetros a nordeste de Assunção, na fronteiracom o Brasil, uma zona considerada de cultivo e tráfico demaconha. O promotor paraguaio Miguel Rojas disse que, no local,foram encontrados também quatro veículos, uma prensa paracompactar a erva e outros materiais para embalar a droga. "Confiscamos a carga que estava pronta para acomercialização e a prensa. Por enquanto, não há detidosporque, quando perceberam a presença da equipe policial efiscal, as duas pessoas que estavam no lugar fugiram para amontanha", disse Rojas a jornalistas. A operação policial também tinha como objetivo capturar oproprietário do imóvel, Felipe Escurra, processado no Paraguaipor narcotráfico e pelo assassinato de um vereador de CapitánBando, ocorrido no começo de 2008. A Secretaria Nacional Antidrogas estima que, no Paraguai,cultivem-se a cada ano entre 5 mil e 6 mil hectares de maconha,geralmente vendida aos países vizinhos. Segundo dados oficiais, em 2007, o Paraguai apreendeu cercade 100 mil quilos de maconha e destruiu mais de 1.500 hectaresde plantações da erva. (Por Mariel Cristaldo)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.