Paraguai vai regularizar seus cidadãos que moram no Brasil

Medidas começaram com escritório adicional do Consulado em São Paulo e com a gratuidade dos certificados

Efe,

21 de agosto de 2009 | 20h53

O Governo de Assunção empreendeu um processo para apoiar as autoridades do Brasil na regularização de cerca de 30 mil paraguaios que vivem no país, em sua maioria em São Paulo, anunciaram nesta sexta-feira, 21, fontes oficiais.

 

O chanceler paraguaio, Héctor Lacognata, informou de algumas medidas que iniciaram como a habilitação de um escritório adicional do Consulado de seu país nessa cidade, assim como da gratuidade na expedição de certificados de nacionalidade.

 

Lacognata explicou a jornalistas que no dia 31 de julho uma delegação paraguaia se reuniu no Brasil com representantes da Polícia Federal e outras autoridades vinculadas à área de imigração para debater o assunto.

 

"Na ocasião, as autoridades brasileiras expressaram a vontade existente de dar cumprimento à Lei de Anistia, referente à regularização migratória de cidadãos estrangeiros imigrantes ilegais em tal país", afirmou a Chancelaria em comunicado.

 

Segundo o texto oficial, "estima-se que existam cerca de 25 mil a 30 mil cidadãos paraguaios em situação migratória irregular na cidade de São Paulo, formada majoritariamente por jovens em situação vulnerável".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.