Parlamento colombiano começa a investigar Uribe por suborno

Uma comissão parlamentar deu início naquarta-feira a uma investigação sobre o suposto envolvimento dopresidente da Colômbia, Álvaro Uribe, em um caso de suborno auma ex-deputada para que votasse a favor da sua reeleição. O governo já está politicamente abalado com asinvestigações contra cerca de 60 parlamentares aliados seus,acusados de ligação com grupos paramilitares de direita. Maisde 30 políticos já foram detidos, inclusive um primo de Uribe. "Abrimos o processo preliminar", disse a jornalistas odeputado Edgar Torres, membro da CPI, referindo-se à denúnciade suborno na emenda que autorizou a reeleição do presidente,em 2006. "O país precisa poder descobrir o que aconteceu",afirmou. A tarefa dessa comissão parlamentar é indicar se a denúnciada ex-deputada Yidis Medina merece ser aprofundada. Uribe jáfoi investigado várias vezes no Congresso, sempre sem grandesresultados. O governo nega terminantemente ter havido suborno àex-deputada, que diz ter sido convencida a aprovar a reeleiçãopresidencial em troca da indicação para três cargos. Ela dizque as nomeações prometidas a ela nunca ocorreram. Uribe, que goza de alta popularidade, afirma que asinvestigações contra políticos governistas demonstram a saúdedas instituições locais. REUTERS FM

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.