Parlamento do Equador aprova acordos militares com o Brasil

Convênios procuram promover o intercâmbio tecnológico e científico e a colaboração em exercícios militares

Efe,

21 de dezembro de 2010 | 22h19

QUITO- A Assembleia Nacional do Equador aprovou nesta terça-feira, 21, convênios de cooperação militar com o Brasil, informou a assessoria de comunicação do órgão legislativo.

 

O convênio sobre "Cooperação no Domínio da Defesa" procura promover o intercâmbio tecnológico e científico e a colaboração em exercícios militares, equipamento e desenvolvimento de sistemas militares.

 

O acordo estabelece "a cooperação, regida pelos princípios da igualdade e da reciprocidade e do interesse comum" e prevê reuniões de instituições equivalentes de ambos os países, intercâmbio de instrutores e estudantes e a implementação e desenvolvimento de tecnologia de Defesa.

 

Segundo o comunicado divulgado pela Assembleia equatoriana, a parceria "permitirá o desenvolvimento da indústria da Defesa do Equador", visto que o Brasil se encontra "na vanguarda do desenvolvimento tecnológico".

 

O Equador também anunciou nesta terça-feira o Acordo de Cooperação Técnico-Militar com a Venezuela, que tem como objetivo a colaboração na modernização das Forças Armadas, na transferência de tecnologia, no desenvolvimento das indústrias de Defesa, entre outras iniciativas.

Tudo o que sabemos sobre:
Equadoracordo militar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.