Parlamento do Haiti rejeita nomeação de primeiro-ministro

Ericq Pierre, ex-conselheiro do Banco Interamericano de Desenvolvimento, havia sido indicado pelo Senado

Reuters,

12 de maio de 2008 | 20h13

O Parlamento do Haiti rejeitou o ex-conselheiro do Banco Interamericano de Desenvolvimento Ericq Pierre para assumir o cargo de primeiro-ministro do país nesta segunda-feira, 12, um mês depois dos violentos protestos contra o aumento dos alimentos, que derrubou seu predecessor. Veja também:Senado do Haiti ratifica nome de novo premiêOrganizador de protesto dá ultimato para que Haiti tenha premiêNo Haiti, comer uma vez por dia é cada vez mais comum A nomeação de Pierre não foi aprovada por 51 votos contra 35, com abstenção de 9 membros, na pequena casa do Parlamento, a Câmara dos Deputados. Antes, ele havia conseguido uma aprovação esmagadora no Senado, na quarta-feira. Pierre foi nomeado para substituir Jacques Edouard Alexis, que foi demitido pelo Senado em 12 de abril, após uma semana de manifestações que deixaram pelo menos seis mortos.  Os membros do Senado alegaram que Alexis não conseguiu aumentar a produção nacional de alimentos e diminuir o custo de vida no país mais pobre das Américas.

Tudo o que sabemos sobre:
HaitiParlamentoSenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.