Alejandro Ernesto/Efe
Alejandro Ernesto/Efe

Pela 1ª vez, Royal Ballet de Londres dança em Cuba

Espetáculo abriu temporada em Havana, que será encerrada com sessão para 5 mil pessoas

Efe

15 de julho de 2009 | 04h07

O Royal Ballet de Londres, com 96 bailarinos de 19 países, iniciou suas apresentações em Cuba na noite da terça-feira, 14, no Grande Teatro de Havana, onde fará os três primeiros espetáculos na ilha, de cinco programados.

 

Um dos momentos mais aguardados da noite foi protagonizado pela bailarina espanhola Tamara Rojo e pelo cubano Carlos Acosta, que interpretaram o "pas de deux" de "Le Corsaire". A companhia tem ainda o brasileiro Thiago Soares, que dançou Romeu e Julieta com a argentina Marianela Nuñez, que foi igualmente bastante aplaudido.

 

Tamara, que já se apresentou várias vezes em Cuba, disse que a presença do Royal em Havana é uma "grande oportunidade" para que os ingleses "conheçam um público apaixonado pela dança como o cubano."

 

A diretora do Balé Nacional de Cuba, Alicia Alonso, homenageada pelo grupo visitante, disse que a presença do Royal lhe fazia esperançosa de que "todas as companhias (de dança) do mundo pudessem visitar Havana."

 

A temporada da trupe inglesa encerrará sua temporada em Cuba no Teatro Karl Marx, o maior da ilha, com capacidade para cinco mil pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
CubadançabaléRoyal Ballet

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.