Peru acusa Fujimori de espionar chilenos

O ex-presidente peruano AlbertoFujimori teria ordenado espionagens contra políticos emilitares chilenos, segundo informação revelada numa audiênciana terça-feira na Corte Suprema do Chile, que deve decidir seextradita Fujimori por acusações de corrupção e violação dedireitos humanos em seu país. A acusação, parte das provas apresentadas pelo Estadoperuano, foi atribuída a declarações do ex-braço-direito deFujimori, Vladimiro Montesinos, dentro do processo sobredelitos de "interceptação telefônica" do ex-presidente, queestá sob prisão domiciliar nos arredores de Santiago. O dado foi incluído nos relatos da primeira sessão dealegações públicas, que durou quase quatro horas, na fasedecisiva em que a Segunda Sala da Corte Suprema deve ratificarou não uma sentença do juiz que rejeitou extraditar Fujimori,que presidiu o Chile de 1990 a 2000. Segundo o Estado peruano, o governo de Fujimori ordenou queo então adido militar no Chile, Luis Rodríguez Silva, e outrosmilitares realizassem "atividades de interceptação telefônicasobre as Forças Armadas do Chile e políticos", segundo arelatora do processo. A defesa de Fujimori não se manifestou sobre a supostaespionagem contra o Chile. (Por Antonio de la Jara, colaborou Erik López)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.