Peru aposta em dessalinização para garantir fornecimento de água

O Peru planeja começara a dessalinizar aágua do oceano Pacífico para compensar a redução nofornecimento de água doce de geleiras andinas, em consequênciado aquecimento global, disse o presidente Alan García naterça-feira. Segundo ele, o Peru precisa desenvolver uma fonte hídricamais segura do que os rios que descem da encosta ocidental dosAndes, e a água do mar poderia ser uma alternativa. "Não podemos pensar no futuro com os planos de ontem.Devemos usar a tecnologia moderna, e isso vai acontecer quandotratarmos a água dos oceanos", disse García na abertura de umaconferência sobre a dessalinização. Tratar a água do mar seria mais barato do que bombeá-la daAmazônia, através dos Andes, até a costa, onde vive a maiorparte da população. Lima, com seus 9 milhões de habitantes,fica num litoral desértico. A empresa sul-coreana Doosan Hydro Technology,especializada em dessalinização, pode construir duas usinas nolitoral peruano para fornecer água a mais de 1 milhão depessoas, segundo o governo. No Chile e no Peru, grandes mineradoras já começaram a usarágua dessalinizada em suas atividades. (Reportagem de Marco Aquino)

REUTERS

11 de março de 2008 | 20h02

Tudo o que sabemos sobre:
PERUDESSALINIZACAO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.