Peru aprova fundo de reconstrução para áreas afetadas pelo terremoto

Governo japonês decide enviar ajuda de emergência no valor de US$ 1,3 milhão aos desabrigados

Efe,

29 de agosto de 2007 | 02h46

O Congresso do Peru aprovou na noite de terça-feira, 28, a criação do Fundo de Reconstrução Integral para beneficiar as áreas afetadas pelo terremoto do dia 15 (Forsur), com uma dotação inicial de 100 milhões de sóis (US$ 30 milhões). O fundo foi aprovado por 69 votos, nenhum contra e 17 abstenções. O terremoto deixou 519 mortos, 1.366 feridos e mais de 71 mil famílias desabrigadas. De acordo com o projeto aprovado, a administração do fundo ficará nas mãos de um conselho diretor e de um diretor-executivo, o empresário Julio Favre. Ele será responsável por executar obras de reabilitação e reconstrução, priorizar obras e investimentos, autorizar a contratação de pessoas e empresas para as obras, designar uma auditoria para suas atividades e expedir certificados das doações recebidas, entre outras tarefas. Doação japonesa O Governo japonês decidiu nesta quarta-feira enviar ajuda de emergência no valor de US$ 1,3 milhão aos desabrigados pelo terremoto, segundo informou a agência de notícias Kyodo. A ajuda consistirá em casas provisórias, banheiros portáteis e tanques de água, segundo informou o Ministério de Relações Exteriores japonês.

Tudo o que sabemos sobre:
terremotoPerufundo de reconstrução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.