Peru autoriza que filha de Fujimori se case onde pai está preso

O governo do Peru autorizou que o casamento da filha mais nova do ex-presidente Alberto Fujimori seja realizado dentro do presídio onde ele está detido, disse nesta quarta-feira o ministro do Interior, Octavio Salazar.

REUTERS

24 de fevereiro de 2010 | 19h48

Sachi Fujimori, de 30 anos, havia requisitado uma permissão para que seu pai pudesse sair da prisão e levá-la ao altar e disse que, caso contrário, estaria disposta a se casar no presídio da base policial onde ele está detido.

A filha mais nova de Fujimori mora fora do Peru e já celebrou seu casamento civil com um cidadão alemão, mas chegou a Lima recentemente para celebrar a cerimônia religiosa programada para sábado.

"(É um assunto) de humanidade. Analisamos com o senhor presidente do Conselho de Ministros (o primeiro-ministro Javier Velásquez) e autorizamos que ela poderá utilizar a capela" da base policial, disse Salazar à rádio local RPP.

"Não haverá nenhuma reunião especial no fim da cerimônia. É um tema muito familiar, muito privado", acrescentou.

O chefe do Instituto Nacional Penitenciário, Rubén Rodríguez, confirmou à RPP que a cerimônia será realizada na capela que "se localiza nas imediações da sala onde ele foi julgado anteriormente".

Fujimori, condenado a 25 anos de prisão, está detido na base policial desde 2007, quando foi extraditado do Chile acusado de permitir a morte de 25 pessoas --entre elas uma criança-- durante uma guerra entre as forças de segurança e rebeldes de esquerda no início de seu governo, na década de 1990.

(Reportagem de Patricia Vélez)

Tudo o que sabemos sobre:
PERUFUJIMORIFILHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.