Peru dá asilo político a venezuelano Ortega, grevista de 2002

O Peru aprovou asilo político aovenezuelano Carlos Ortega, um dos organizadores da greve dofinal de 2002 para a renúncia do presidente Hugo Chávez, disseno domingo o chanceler peruano, segundo o site do jornal ElComercio. Ortega escapou em agosto de 2006 da prisão militar RamoVerde, onde cumpria uma condenação de quase 16 anos porrebelião e conspiração. Ele foi sentenciado também por incitara violência e uso de documentos falsos, apesar de seusadvogados afirmarem que ele era um preso político. "Sim, lhe foi dado", respondeu o chanceler peruano, JoséAntonio García Belaunde, à pergunta do El Comercio sobre se oPeru havia dado asilo político a Ortega. García Belaunde não quis comentar problemas diplomáticosentre Peru e Venezuela, pois a decisão peruana se baseou em"razões humanitárias". Lima e Caracas superaram neste ano uma crise diplomáticacom a volta de seus embaixadores, após o presidente peruano,Alan García, e seu colega venezuelano se reconciliarem debrigas verbais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.