Peru retoma erradicação parcial de coca após suspensão polêmica

O Peru, maior produtor mundial de folha de coca, retomou na terça-feira a erradicação dos cultivos ilegais deste insumo da cocaína em ao menos uma região, após uma breve suspensão devido a mudanças na política antidroga, disse um porta-voz do Ministério do Interior.

REUTERS

23 de agosto de 2011 | 20h20

A suspensão --que se prolongou por quase uma semana-- foi criticada no país e surpreendeu os Estados Unidos, que buscam limitar a produção de coca no Peru dentro de uma luta mais ampla contra as drogas. A embaixada norte-americana em Lima pediu explicações ao governo do presidente Ollanta Humala.

"Foi retomada a erradicação de cultivos de folha de coca na área de Aguaytía", disse à Reuters o porta-voz do Ministério do Interior, Carlos Asian, sem dar mais detalhes.

Aguaytía está localizada na região do Alto Huallaga, na selva central do Peru, que se tornou o maior cinturão cocaleiro do mundo, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU).

A suspensão temporária coincidiu com uma mudança na liderança da agência antidroga do Peru, onde o cultivo de folha de coca aumentou em 2010 pelo quinto ano consecutivo, superando a Colômbia, maior produtora mundial de cocaína, segundo a ONU.

(Reportagem de Enrique Mandujano)

Tudo o que sabemos sobre:
PERUCOCAERRADICACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.