Pilar Olivares/Reuters
Pilar Olivares/Reuters

Peru revoga liberdade condicional de americana que ajudou guerrilha

Lori Berenson é condenada a 20 anos de prisão por auxiliar Movimento Revolucionário Tupac Amaru

Associated Press e Reuters

18 de agosto de 2010 | 13h55

LIMA - Um tribunal do Peru revogou o direito de liberdade condicional da americana Lori Berenson nesta quarta-feira, 18, e ordenou sua captura para que cumpra os últimos cinco anos de sua pena. Lori foi condenada a 20 anos de prisão por ajudar rebeldes de extrema esquerda no país sul-americano.

 

O vice-ministro da Justiça, Luis Marill, disse que Lori deve ser presa nas próximas horas. Ela foi libertada condicionalmente em maio. A americana é acusada de colabora com o Movimento Revolucionário Tupac Amaru.

 

A decisão foi tomada por três juízes de um tribunal de apelações criminais que enxergaram erros no decreto da justiça em maio que concedeu liberdade condicional à americana. Há dois dias, ela foi ao tribunal dizer que está arrependida dos crimes e pediu a manutenção da liberdade.

 

Lori reconheceu colaborar com o Tupac Amaru, mas nega ser membro do grupo ou cometer atos violentos. Na segunda. ela se disse arrependida e quer cuidar de seu filho de um ano.

 

A americana foi inicialmente acusada de ser uma líder do Tupac Amaru, que atacou bancos e matou e sequestrou civis durante os anos 80 e 90. Quando ela foi detida, em novembro de 1995, ela foi acusada de ajudar a planejar a tomada do Congresso.

 

Lori foi condenada à prisão perpétua por traição por um tribunal militar em 1996. A pressão do governo americano e uma campanha de sua família, porém, ela foi julgada novamente em uma corte comum e condenada, em 2001, por crimes menores de colaboração com o terrorismo e sentenciada a 20 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Tupac AmaruLoriPeru

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.