Pesquisa aponta vantagem de candidato opositor em Honduras

Porfirio Lobo está 5 pontos à frente em eleição presidencial; saída de Zelaya não muda preferência por partidos

Efe,

15 de julho de 2009 | 17h45

O candidato presidencial do opositor Partido Nacional de Honduras (PNH), Porfirio Lobo, tem vantagem de cinco pontos sobre o governista Elvin Santos, nas intenções de voto para as eleições de novembro, segundo uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 15. No entanto, o governante Partido Liberal de Honduras (PLH) "continua sendo o preferido dos hondurenhos", apesar da crise causada pelo golpe de Estado contra José Manuel Zelaya (do PLH), substituído por Roberto Micheletti (do PNH), indicou a enquete da CID-Gallup, publicada pelo jornal local La Prensa e rádio HRN.

 

Veja também:

linkEUA pede 'solução pacífica' a agente políticos de Honduras

linkZelaya diz que povo de Honduras tem 'direito à insurreição'

mais imagens Imagens de protestos em Honduras

especialEntenda a origem da crise política em Honduras

lista Perfil: Eleito pela direita, Zelaya fez governo à esquerda

lista Ficha técnica: Honduras, um país pobre e dependente dos EUA 

 

Do total de consultados, 42% responderam que votariam em Lobo, 37% em Santos e 21% não sabe ou não respondeu. Sobre os partidos políticos, 38% optariam pelo PLH, 33% pelo PNH, 27% por nenhum e 2% por outros. "O Partido Liberal, frente à crise política em Honduras, tem uma vantagem sobre o Nacional. A saída de Zelaya e a chegada de Micheletti não afetaram a preferência pelo partido ao qual eles pertencem", especificou a enquete.

 

A pesquisa apontou ainda que 43% dos consultados indicaram que votará nas eleições gerais do dia 29 de novembro, nas quais o povo hondurenho escolherá o presidente, os deputados e os prefeitos para um mandato de 2010 a 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
Honduras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.