Pesquisas indicam segundo turno em eleição na Colômbia

O governista Juan Manuel Santos e o líder do Partido Verde, Antanas Mockus, lideram a corrida

Luis Jaime Acosta / BOGOTÁ, Reuters

29 Maio 2010 | 14h24

Os eleitores colombianos irão às urnas no domingo para escolher o próximo presidente do país, mas pesquisas indicam que deve haver segundo turno no pleito.

 

Veja também:

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gif Em véspera de eleições, atentado mata 2 crianças na Colômbia

 

O candidato governista, Juan Manuel Santos, e o líder do Partido Verde, Antanas Mockus, lideram a corrida, mas longe dos 50 por cento mais um voto necessários para definir a disputa no primeiro turno. A segunda etapa da eleição está agendada para o dia 20 de junho.

 

As Forças Armadas do país vizinho permanecem em estado de alerta máximo para garantir a normalidade das eleições e evitar possíveis ataques de guerrilheiros. "Temos a cobertura de 99,9 por cento dos postos de votação. Estamos prontos, tranquilos e preparados. Esperemos que o domingo seja outra festa democrática.. que sejam as eleições presidenciais mais tranquilas em 30 anos", disse o ministro da Defesa, Gabriel Silva.

 

Autoridades informaram a morte de dois garotos durante um ataque das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) a uma cidade do departamento de Cauca, no sudoeste do país.

 

Tanto Santos, ex-ministro da Defesa e membro de uma aristocrática família, como Mockus, matemático e filósofo que foi prefeito de Bogotá por duas vezes, prometeram dar continuidade às políticas do atual governo. Os dois afirmaram durante a campanha que manteriam a luta contra a guerrilha e o narcotráfico, atacariam o déficit fiscal e o desemprego e impulsionariam reformar sociais para reduzir as profundas desigualdades do país de mais de 44 milhões de habitantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.