Piñera é eleito presidente do Chile com 51,61% dos votos

Piñera venceu por 2,23 pontos percentuais a mais que o governista Eduardo Frei, que obteve 48,38%

17 de janeiro de 2010 | 21h40

O direitista Sebastián Piñera venceu as eleições presidenciais chilenas após alcançar 51,61% dos votos no segundo turno, segundo apontou a apuração de 99,2% das urnas.

 

Piñera venceu por 2,23 pontos percentuais a mais que o governista Eduardo Frei, que obteve 48,38% das preferências.

 

Foram apurados 6.903.358 de votos válidos. Michelle Bachelet cumprimentou por telefone o presidente eleito na noite deste domingo. Ele assume o cargo em 11 de março.

 

"Quero cumprimentar a você, seus filhos, e toda a sua equipe. Eu sei o quão difícil é isso", afirmou. "Quero dizer mais uma vez que o Chile mostrou ser capaz de levar um processo eleitoral impecável, com gente organizada e resultados rápidos, sem discussão por resultados eleitorais", completou Bachelet.

 

Por sua vez, Piñera agradeceu. 'Quero pedir várias coisas, entre elas seus conselhos e sua ajuda. Sua experiência de quatro anos é muito importante para podermos continuar com as muitas coisas boas que se realizaram neste período', destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.