Pneumonia na lua-de-mel matou mulher de 82 anos, diz médico

Segundo o cardiologista de Adelfa Volpe, a idosa teria pego uma forte pneumonia durante viagem ao Rio

23 de outubro de 2007 | 16h20

Adelfa Volpe, a argentina de 82 que casou com um rapaz de 24 anos, teria morrido em decorrência de uma pneumonia adquirida na lua-de-mel, segundo o site do jornal argentino Uno. A idosa morreu por volta da meia-noite de domingo, após ter ficado internada no hospital San Jerónimo por conta de uma arritmia e dores no peito, que se complicou com problemas respiratórios, disseram as fontes.   A idosa teria pego uma "forte pneumonia no Rio de Janeiro", cidade onde passou a lua-de-mel com o marido Reinaldo Wavegche, 58 anos mais novo que ela. Na quinta-feira, 18, foi internada depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral que a manteve em estado grave.   Para os amigos e parentes de Adelfa, o assédio da imprensa teria prejudicado sua saúde. "Ela assistiu a alguns programas televisão que zombavam de seu estado de saúde", disse o cardiologista Marcelo Engler, que tratava da mulher. "Temos que dizer isso, pois, em certas ocasiões, os jornalistas cobrem certos temas delicados de forma jocosa, sem pensar em quem podem ferir."   Os cinco dias de lua-de-mel nas praias cariocas foram "como um sonho" para o casal, segundo o jornal. A correria e as fortes emoções sentidas pelos recém-casados, porém, "podem ter afetado a senhora", segundo Engler. "O que nos reconforta é que ela ao menos foi feliz e realizou um sonho", completou sua amiga Elena Acuña.   Com informações da Efe

Tudo o que sabemos sobre:
Adelfa VolpeArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.