Poço para resgatar mineiros presos no Chile deve ser concluído sábado

Máquina do 'Plano B' está a 100 metros de seu objetivo; resgate será feito 'alguns dias' depois

REUTERS

07 de outubro de 2010 | 16h25

  Uma equipe de resgate poderá concluir no sábado ou, com "um pouco de sorte", ainda antes, a perfuração de um poço no diâmetro definitivo que permitiria a remoção dos 33 mineiros soterrados há mais de dois meses no Chile, informou nesta quinta-feira, 7, o governo do país.

O ministro da Mineração, Laurence Golborne, explicou a jornalistas, nos arredores da mina danificada, que os serviços de perfuração realizados por três máquinas de sondagem estão avançando, embora os trabalhos do chamado "Plano B", que está mais adiantado, se encontrem a menos de cem metros de seu objetivo final.

"O Plano B retomou a perfuração esta manhã nos 530 metros de profundidade (...); esperamos que chegue aos 630 metros ou um pouco menos, que é o seu objetivo, no fim de semana, presumivelmente no sábado", disse Golborne.

"Eu acredito que esta noite seria muito difícil que efetivamente rompamos (cheguem ao ponto fixado), mas com um pouco de sorte se poderá antecipar do sábado para sexta-feira, mas já veremos o que ocorre", acrescentou.

Assim que o objetivo for alcançado, o ministro garantiu que o resgate propriamente levará mais alguns dias, pois terá de ser avaliado se é necessário reforçar o duto por onde os mineiros serão içados à superfície.

Os mineiros ficaram presos depois de um deslizamento que bloqueou os acessos às jazidas de minério. O Chile é o maior produtor mundial de cobre.

(Reportagem de César Illiano)

Tudo o que sabemos sobre:
CHILEMINEIROSRESGATE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.