Elizabeth Ruiz/Efe
Elizabeth Ruiz/Efe

Polícia acha 12 corpos em cemitério clandestino em Cancún, no México

Pequenas lagoas subterrâneas eram usadas por grupos criminosos como vala comum

Efe,

18 de junho de 2010 | 23h01

CANCÚN, MÉXICO- A Polícia do México encontrou nesta sexta-feira, 18, em Cancún, no Caribe mexicano, 12 corpos em quatro cenotes, espécies de pequenas lagoas subterrâneas às vezes usadas por grupos criminosos como vala comum.

 

Segundo o promotor do estado de Quintana Roo, Francisco Alor, 19 pessoas foram detidas dentro da operação.

 

Os quatro cemitérios clandestinos fora localizados na periferia de Cancún. Em um dos cenotes havia cinco corpos decapitados e com marcas visíveis de tortura.

 

Também nesta sexta, ao menos 15 pessoas morreram em Ciudad Juárez, no estado de Chihuahua, vítimas da guerra do narcotráfico que assola o país. Em todo o México, o crime organizado já deixou mais de 22.700 mortos desde 2006, quando o presidente Felipe Calderón assumiu o poder.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.