Polícia colombiana confisca arsenal de esquadrão d traficantes

Um arsenal pertencente a um grupo denarcotraficantes e paramilitares de ultradireita foi confiscadopela polícia colombiana numa região de selva do noroeste dopaís, perto da fronteira com o Panamá, afirmou na quarta-feirao general Roberto León Riaño, comandante da polícia deCarabineros. A apreensão dos 45 fuzis, 107 granadas e 8.000 projéteis,além de três rádios, aconteceu na terça-feira perto da cidadede Unguía, no Departamento de Chocó, 500 km a noroeste deBogotá. Segundo o general, as armas pertenciam a Daniel RendónHerrera, o "Don Mario", acusado de envolvimento no tráfico e decomandar um esquadrão de paramilitares em formação, que contacom pelo menos 74 homens. Segundo fontes da área de segurança, Herrera organizou ogrupo para proteger suas atividades de tráfico em uma amplaárea do noroeste da Colômbia. "Don Mario" é irmão de Rendón Herrera, ex-chefe paramilitarque entregou as armas e se desmobilizou em 2006 dentro doacordo de paz com o governo do presidente Alvaro Uribe. Mais de 33 mil combatentes paramilitares entregaram asarmas no acordo, que foi questionado pela opinião pública porser leniente demais. Grupos de defesa dos direitos humanos jáhaviam advertido sobre o aparecimento de novos esquadrões. A Colômbia é considerada o maior produtor mundial decocaína. (Reportagem de Luis Jaime Acosta)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.