Polícia colombiana liberta homem preso por mãe há 12 anos

Rapaz era mantido em cela desde 1996 'para que não adquirisse nenhum vício'; após libertação, foi hospitalizado

Efe,

25 de junho de 2008 | 17h37

A polícia colombiana libertou um homem encarcerado há 12 anos por sua mãe em uma cela "para que não adquirisse nenhum vício", informaram nesta quarta-feira, 25, fontes oficiais da cidade de Cali. O jovem, de 28 anos de idade, foi libertado graças a uma denúncia anônima. A polícia e funcionários da Promotoria visitaram a casa e, após uma operação de busca, acharam na parte de trás o jovem, identificado como Fixionder Tenorio González, em uma cela com barras que foi aberta com a ajuda de serras. As autoridades, que encontraram González nu, comprovaram que ele dormia no chão recebia sua alimentação em recipientes plásticos que lhe eram passados por entre as grades e não tinha acesso a serviços sanitários. A mãe, María Gloria González, que está detida, disse às autoridades que decidiu trancar o jovem em 1996, "para que não adquirisse vícios". Fontes policiais assinalaram que a mãe confinou o rapaz porque, disse, "apresentava problemas de comportamento, fugia da casa e agredia verbalmente suas irmãs." A Polícia de Cali informou que, após vários meses de cativeiro, o jovem começou a ter alucinações, motivo pela qual a mãe o levou a um psiquiatra com a desculpa de que "havia sido possuído pelo demônio." Aparentemente, acrescentaram as fontes, a mãe decidiu mantê-lo preso em definitivo por não ter recursos econômicos para o tratamento. Após sua libertação, Tenorio González foi levado a um hospital.

Mais conteúdo sobre:
Colômbiajovem preso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.