Polícia da Colômbia descobre laboratório e depósito de guerrilhas

Nos locais que pertenciam às Farc e ao ELN, foram encontrados armas, drogas e explosivos

Efe,

17 de setembro de 2010 | 17h41

BOGOTÁ- Tropas combinadas do Exército, a Armada e a Força Aérea da Colômbia encontraram e destruíram nesta sexta-feira, 17, um arsenal e um laboratório de refinamento de drogas das Farc do ELN, em duas zonas rurais do sudoeste do país.

 

No local onde estavam armas e explosivos, as autoridades encontraram mais de 9.000 balas, muitas delas "injetadas" com cianeto.

 

O depósito de armas e munição foi descoberto próximo a localidade de El Tambo, e o laboratório de drogas na zona rural de Argelia, ambas no departamento (estado) de Cauca. Nele, foram encontrados 666 kg de cocaína, produtos químicos e equipamentos de laboratório.

 

Segundo o general Jairo Herazo, chefe do Comando Conjunto do Pacífico, as apreensões afetam os rebeldes das Farc e do ELN que atuam na região. Nas duas operações, não houve confronto nem detenções.

 

"Esta munição já não vai fazer danos a força pública nem a população civil. É um duro golpe, pois podem ter fuzis, mas sem ela não podem disparar", disse o alto oficial a jornalistas.

 

Além das balas com cianeto, as tropas apreenderam outros explosivos, cordão detonador, rampas de lançamento de morteiros artesanais e 60 granadas.

 

Herazo afirmou que, em sua jurisdição, nos últimos dez dias 23 guerrilheiros se entregaram às autoridades.

 

"Dez deles pertenciam ao ELN e 13 às Farc", disse o general, que advertiu que suas tropas "continuarão sua luta e não vão parar as operações".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.