Polícia da Venezuela diz ter achado 11º corpo de sequestrado

Grupo de 12 pessoas foi atacado no começo do mês na fronteira com a Colômbia; apenas um sobreviveu

Efe,

28 de outubro de 2009 | 15h55

A Polícia da Venezuela encontrou nesta quarta-feira, 28, um corpo que poderia ser o do último colombiano do grupo de 12 pessoas que foram sequestradas no dia 11 na fronteira com a Colômbia, das quais dez foram encontradas mortas no sábado e outra ferida.

 

"Encontramos o corpo no setor de Caño Tigre, em um sítio a 500 metros aproximadamente do lugar", onde no sábado passado foram encontrados alguns dos outros dez corpos, o que "nos faz presumir que esta seja a 11ª pessoa", até agora desaparecida, disse aos jornalistas o chefe policial Leonardo Camargo.

 

Camargo acrescentou que os médicos legista determinarão se realmente se trata de José Luis Arenas, o colombiano desaparecido do grupo de 12 sequestrados no estado fronteiriço com a Colômbia. O único sobrevivente, um jovem colombiano ferido no pescoço com uma bala, que os criminosos pensaram ter matado, se recupera no Hospital Militar de Caracas.

 

Ainda não se sabe a que organização pertencem os autores do fato, mas o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse terça à noite que independentemente de que se trate de grupos da "guerrilha, paramilitares, malandragem organizada, narcotráfico, é um fenômeno que vem da Colômbia".

 

Segundo uma das hipóteses, os 12 sequestrados pertenciam a algum grupo de paramilitares colombianos que decidiu resolver suas diferenças em território venezuelano com alguma organização similar, guerrilheira ou narcotraficante.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaColômbiasequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.