Polícia do México investiga anúncios de matadores de aluguel

A polícia da Cidade do Méxicoestá investigando anúncios sigilosos colocados na Internet porpessoas que se oferecem para agir como matadores de aluguel porvalores como 6.000 dólares, disse a polícia na sexta-feira. Um anúncio postado num Web site que recebe anúnciosgratuitos de pessoas que querem vender aparelhos domésticos oualugar apartamentos traz a propaganda dos serviços de um"matador de aluguel, ex-militar, profissional e discreto". O homem promete "serviço garantido em 10 dias ou menos" eacrescenta: "Trabalhei na Espanha. Somente ofertas sérias,6.000 dólares." Uma porta-voz da polícia disse que as autoridades estãolevando os anúncios a sério, em um momento em que os cartéis donarcotráfico e gangues do crime organizado do México atuam cadavez mais abertamente, em assassinatos por retaliação, e deixamcorpos e pedaços de corpos pelas ruas. Cerca de 1.700 pessoas foram mortas até agora este ano emconfrontos de cartéis rivais e ataques a milhares de soldados epoliciais federais enviados para lutar contra eles. As ganguescostumam recorrer a matadores de aluguel que usam armas deelevado calibre em suas ações. "O problema dos matadores de aluguel é real e ocorre emtodo o país. Pessoas oferecem seus serviços para matar alguémpor dinheiro", disse um chefe de polícia da Cidade do México,Miguel Amelio Gómez, segundo o diário Reforma. No início deste ano, gangues do tráfico de drogas mexicanodivulgaram na Guatemala anúncios de rádio nos quais procuravamex-soldados de elite para trabalhar como contrabandistas. Umbraço armado do cartel do Golfo colocou faixas em cidades pertoda fronteira dos Estados Unidos anunciando trabalho pararecrutas. Um dos anúncios da Internet, com o título de "Matador --Assassino de aluguel", diz o seguinte: "Problemas com uma certapessoa? Quer que alguém cuide disso? Escreva-me. Sou 100 porcento profissional e não cobro adiantado". Um anunciante, contatado pela Reuters, se vangloriou de ter"experiência internacional" e histórias suficientes paraescrever um livro. Por causa do sistema judiciário lento e ineficaz do México,os homicídios não costumam ser investigados e os assassinos selivram da prisão. O website também traz um anúncio de uma pessoa que procuracontratar um matador "confiável" para um "serviço fácil" naCidade do México.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.