Oscar Rivera/Reuters
Oscar Rivera/Reuters

Polícia e manifestantes pró-Zelaya se enfrentam em Honduras

Apoiadores de deposto lançaram pedras e quebraram vidros em ato contra eleição em cidade ao norte do país

Efe e Reuters,

29 Novembro 2009 | 18h00

Simpatizantes do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, entraram em confronto com forças de segurança da cidade de San Pedro Sula, localizada no norte do país, quando protestavam contra a realização das eleições presidenciais neste domingo, 29. Segundo relatos de testemunhas à agência Reuters, manifestantes lançaram pedras e quebraram vidros durante o ato e acabaram dispersados com gás lacrimogêneo.

 

Veja também:

linkTranquilidade marca começo de votação

especialEspecial: Para entender o impasse em Honduras

especialCronologia do golpe de Estado em Honduras

 

Neste domingo, a Frente de Resistência contra o Golpe de Estado e o Comitê de Familiares de Detidos Desaparecidos em Honduras (COFADEH) denunciou que uma pessoa foi morta pela polícia e 30 foram detidas nas últimas 24 horas, e deu por fracassadas as eleições gerais.

 

"Estamos falando aproximadamente de 30 pessoas detidas", disse a coordenadora do COFADEH, Bertha Oliva, em entrevista coletiva, embora tenha afirmado que não se atrevia a dar um "número exato", porque não queria "deixar ninguém por fora."

 

Oliva contou que um jovem de 18 anos, José Mauricio Contrabando, morreu no sábado por causa de disparos feitos por um policial em Juticalpa, no departamento de Olancho, em um incidente ainda não esclarecido.

 

Os hondurenhos estão indo às urnas hoje para escolher o presidente, o vice-presidente e outros cargos, em um pleito convocado antes do golpe de 28 de junho pelo qual Zelaya foi retirado da Presidência, e são rechaçados por uma parte da comunidade internacional. Apesar dos relatos de violência, o clima geral no país é considerado tranquilo.

Mais conteúdo sobre:
Honduras

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.