Polícia mexicana acha corpos de seis pessoas seqüestradas

Vítimas estavam amordaçadas, com os olhos vendados e tinham sido executadas com tiros

Efe,

18 de janeiro de 2008 | 05h00

A polícia mexicana achou em uma casa os corpos de seis homens que tinham sido seqüestrados por um grupo de delinqüentes, após uma troca de tiros na cidade de Tijuana, na fronteira com os Estados Unidos, nesta quinta-feira, 17. Os seis corpos foram achados em uma "casa de segurança" (local clandestino usado pelo crime organizado), onde os policiais e soldados enfrentaram um grupo de criminosos, disse em comunicado a Secretaria de Segurança Pública federal. Os corpos estavam amordaçados, com os olhos vendados e tinham sido executados com tiros, acrescentou o Ministério. As vítimas não foram identificadas e não há informação de quando elas foram mortas. No choque morreu uma pessoa, aparentemente um integrante da quadrilha. Três agentes federais e um municipal foram feridos. A polícia deteve quatro supostos criminosos. Além disso, os policiais confiscaram três caminhonetes, oito fuzis AK-47, e três AR-15, além de 30 carregadores. Tijuana é uma das cidades do México onde os chefões do narcotráfico mantêm uma sangrenta guerra contra grupos rivais e contra a Polícia. No ano passado, o crime organizado deixou em todo o país um saldo extra-oficial de 2.700 mortos, cerca de 500 a mais que em 2006.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicoassassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.