Popularidade de Lugo despenca com escândalo de paternidade

Aprovação do presidente paraguaio cai 16 pontos após ele admitir que engravidou jovem quando ainda era bispo

Efe,

16 de abril de 2009 | 17h22

A popularidade do presidente paraguaio, Fernando Lugo, despencou de 64,14% para 48,04%, após ele admitir que tem um filho de dois anos, do qual engravidara uma jovem quando ainda era bispo. A queda de 16,1 pontos percentuais foi constatada por uma pesquisa de opinião publicada nesta quinta-feira, 16, pelo jornal Última Hora.

 

Veja também:

linkLugo diz que relação com mãe de seu filho ficou no passado

 

Lugo reconheceu na segunda-feira a paternidade de Guillermo Armindo Carrillo, nascido em 4 de maio de 2007, cinco meses após ele renunciar ao clero - em 21 de dezembro de 2006 - para se lançar na política. Quando engravidou a mãe do menino, Viviana Carrillo, atualmente com 26 anos, Lugo era bispo emérito de San Pedro, um dos departamentos (estados) mais pobres do Paraguai.

 

Segundo o jornal, o instituto de pesquisa Serviços Digitais S.A. perguntou, por telefone, a opinião dos paraguaios sobre Lugo e se votariam nele de novo, antes e depois de 13 de abril, dia em que o presidente admitiu publicamente a paternidade. Antes disso, Viviana Carrillo já havia entrado com um processo reivindicando o reconhecimento da paternidade por Lugo.

 

Antes do escândalo, 64,14% dos consultados disseram considerar Lugo um governante honrado, proporção que caiu para 48,04% após ele reconhecer que teve relações com a jovem. Outro segmento do estudo revela que 40,85% disseram que votariam novamente em Lugo para presidente antes de esse caso vir à tona, índice que caiu para 32,35% depois.

 

"O reconhecimento de Lugo de sua paternidade produziu forte impacto na sociedade paraguaia e afetou a percepção a respeito da credibilidade na honra do governante e nas intenções de voto ao mesmo", ressalta o relatório. A pesquisa, com uma amostra de 665 entrevistados válidos e um nível de confiança de 95%, foi elaborada entre cidadãos maiores de 18 anos residentes em todo o país, em casas com telefonia fixa.

Tudo o que sabemos sobre:
Fernando LugoParaguai

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.