Popularidade do presidente do Equador cai às vésperas de eleição

A popularidade do presidente do Equador,Rafael Correa, caiu pelo quarto mês seguido, o que podeatrapalhar sua campanha para conquistar a maioria legislativanas eleições deste mês, mostrou uma pesquisa na segunda-feira. O índice de aprovação de Correa na pesquisa Cedatos Gallupcaiu três pontos em agosto, chegando a 56 por cento -- o maisbaixo desde que ele assumiu, em janeiro, com uma popularidadede 73 por cento. "A queda se deve a seu comportamento tão particular. Seuestilo é o problema", disse Polibio Cordova, presidente doinstituto de pesquisa, à imprensa local, referindo-se àcombatividade característica do mandatário. Correa quer garantir a maioria na assembléia constituinte,que será eleita no dia 30 de setembro. Aos 44 anos, o esquerdista e ex-ministro da Economia vementrando em choque com a imprensa, a quem acusa de proteger ointeresse das elites.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.